Existe mais poesia no olhar de quem ama de que em mil poemas que se escrevam, mas nem por isso devemos deixar de escrever mil poemas para mostrar ao mundo o que esse olhar dizia... assim nasce o meu humilde blog de poesia...
poetrycafe
Sábado, 10 de Fevereiro de 2007

Tarde demais...

ELE: Estou?
ELA: Olá...
ELE: Quem é?
ELA: Sou eu, a felicidade iludida.
ELE: O que é que tu queres?
ELA: Dizer que te amo.
ELE: OUTRA VEZ? Eu já ouvi isso 15 vezes. Não te cansas?
ELA: Quem ama não cansa...
ELE: Mas eu canso... Eu não te amo!
ELA: O quê?
ELE: É isso mesmo, eu iludo e por isso me chamo ilusão do amor.
ELA: Como podes dizer isso?
ELE: Dizendo que não te amo. Não devo nada a ninguém.
ELA: Não deves nada?
ELE: É claro que não.
ELA: Deves sim. O teu amor.
ELE: Que amor?
ELA: Tu fazes-me voar tão alto e agora dizes que não me amas?
ELE: Deves estar a ficar louca!
ELA: Estou mesmo louca...acreditei em ti!
ELE: Tu sabias que era só amizade, não?
ELA: Claro que não... Dizes-te tantas coisas... E ainda me deste um beijo!
ELE: Um beijo? Aquilo nem foi beijo...
ELA: Não foi? Então o que foi?
ELE: Ok... Foi um beijo sem significado.
ELA: Ah e um beijo sem significado deixa de ser beijo?
ELE: Não.
ELA: Quer dizer, eu não significo nada para ti?
ELE: Significas...
ELA: O que?
ELE: Uma grande conta de telefone no final do mês. Agora vou desligar.
ELA: NÃO... Por favor!
ELE: Porquê?
ELA: Porque eu te amo...
ELE: Qual o valor que o teu amor me vai dar?
ELA: Felicidade.
ELE: Eu quero coisas materiais...
ELA: Eu vou ser tua...
ELE: Isso não vale... Quanto é que tu vales?
ELA: Porque esta pergunta?
ELE: Se eu enjoar de ti posso-te empenhar?
ELA: O que é que eu fiz para me tratares assim?
ELE: Amar-me! Agora vou desligar!
ELA: NÃO, por favor!!!
ELE: Queres parar com isto? TOU FARTO!
ELA: Não... por favor, não desligues.
ELE: ?
ELA: Fala comigo...
ELE: ?
ELA: Por amor de Deus, diz que me amas!
ELE: OUVE... eu já estou farto de ti. Agora vê se me esqueces.
ELA: Eu prefiro morrer do que te esquecer.
ELE: Ai é? Então mata-te!
(Ele desliga.)

ELA: Não... por favor... Não me faças isto, eu amo-te.

ALGUNS DIAS DEPOIS...

- Do que morreu esta rapariga? - Perguntam
- De intoxicação. - Responde a enfermeira.
- Coitada... ela tinha algum problema? - Perguntam
- Sim, sofria de amor... - Responde a enfermeira.

E então, no dia do funeral o rapaz de que a rapariga gostava apareceu no local prestando a sua última homenagem e lançou uma rosa vermelha e disse baixinho:

- Amo-te!

Ela lá de cima a vêr tudo, respondeu bem alto:

-tarde demais!!.


publicado por efeneto às 00:09
link do post | comentar | favorito
21 comentários:
De michelle a 1 de Junho de 2011 às 14:33
Só aprendemos a dar valor ao que temos quando as perdemos..


De Anónimo a 5 de Outubro de 2011 às 18:22
so damos valor pra coisa q amamos quando perdems


De Anónimo a 29 de Outubro de 2011 às 19:47
Bem feito pra ele foi como uma vingança! Ela falou certo


De moreninha a 6 de Dezembro de 2011 às 19:07
é isso muitas pessoas só aprendem a dá valor quando perde aquilo de vez;
bem feito pra ele pois agora ele ver o que é a dor de uma paixão.


De sarah a 28 de Dezembro de 2011 às 21:20
Nossa ameeii asse poema ele e demais, e bem triste não?


De sarah a 28 de Dezembro de 2011 às 21:20
Nossa ameeii asse poema ele e demais, e bem triste não?


De leidiana a 23 de Março de 2012 às 22:07
Esse poema ensinar a dar valor as coisas que amamos enquanto a temos pq depois e tarde


De leidiana a 23 de Março de 2012 às 22:08
Esse poema ensinar a dar valor as coisas que amamos enquanto a temos pq depois e tarde


De Milena a 7 de Abril de 2012 às 21:26
Que coisa mais triste.
Se bem que eu ja vi uma historia parecida com essa.....
ai que vontade de chorar...


De paulete a 20 de Junho de 2012 às 19:37
Eu amo essa poesia se é uma poesia né?
Mas de qualquer jeito acho que isso nos ensina a nao querermos ser diferentes a ninguem.
ADOGOOOOOO!!


Comentar post

*sou eu...


* ver o meu perfil

* seguir perfil

. 8 seguidores

*Já viu as horas?...

email27efeneto@sapo.pt

oferecido por:

http://estrelademim.blogs.sapo.pt/

*links

*posts recentes

* Mudança...

* Receber... e Dar.

* SÓ TU DOCE CRIANÇA

* Dia Mundial da Criança...

* Poesia... Sonhos e Verdad...

* RUÍNAS

* OLHO DE PERTO A TRISTEZA.

* Melancolia

* LÓLINDIR TINÚVIEL

* Uma Canção feita de Mim

* Para ti Mãe…

* VIDA NUMA LÁGRIMA PERDIDA

* Hei, Pai!...

* ...Poeta castrado, não!.....

* Libertação...ccc

* ...ter-te...

* A menina, o pássaro e a f...

* Sei que a Primavera vai d...

* Le temps d`un instant...

* O Vento...

*os meus blogs





Link-me!

*arquivos

* Junho 2007

* Maio 2007

* Abril 2007

* Março 2007

* Fevereiro 2007

* Janeiro 2007

SAPO Blogs

*VISITAS OBRIGATORIAS