Existe mais poesia no olhar de quem ama de que em mil poemas que se escrevam, mas nem por isso devemos deixar de escrever mil poemas para mostrar ao mundo o que esse olhar dizia... assim nasce o meu humilde blog de poesia...
poetrycafe
Quarta-feira, 28 de Fevereiro de 2007

A VIDA, É UM AI QUE MAL SOA...(parte...2)

...Tão breve e tão frágil que não resiste à chegada da morte. De surpresa ou após
longo intervalo, ela aparece quando menos se espera. A morte é a única coisa de
que o homem pode ter a certeza... A vida coloca-nos muitas dúvidas, e não deixa
tempo para termos certezas. Só a morte está assegurada. Mas ninguem conhece
o caminho por onde ela chega, nem o caminho que a ela conduz.Uns dizem que nós
entramos num tunel para chegar até ela, outros dizem que a morte não aparece,
pois ela está sempre presente... A vida passeia-se ao lado da morte, compete a
todos nós estar atentos, preparados para a receber, em paz e sem angústias...

Vou até às origens, acompanhar aquela que me gerou e deu vida. Vou levá-la
até ao local onde vai repousar em paz: na terra que a há-de consumir. A Terra
Mãe, que tudo nos dá e tudo nos há-de consumir. Aquilo que nos deu, é aquilo
que de nós espera, pois no espaço cósmico nada se perde, tudo se transforma...

# postado por Evaristo Ferreira
 
 
sinto-me: de acordo...

publicado por efeneto às 19:24
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

A VIDA, É UM AI QUE MAL SOA...(parte...1)

             ...
Ela paira...bem alto...ou bem baixo
Não sei!Não posso saber...
Sei porém que faz sofrer quem fica
Tantas vezes faz bem a quem leva...
Ela...vem sem avisar,sem...
dar tempo de nos despedirmos mas e...
despedirmo-nos...do quê?...
Por vezes ela é má e cruel...
outras...bondosa e compeensiva...
Ela...é mais forte que tudo
Pois tudo arrasta,ou um dia arrastará
para junto de si...
Contra ela todos se manifestam
e...de que serve? Ninguém a pode vencer!
Então...melhor será...cumprimentá-la
e...segui-la...! 

                                         SOL


sinto-me: agradecido...

publicado por efeneto às 18:26
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Sábado, 24 de Fevereiro de 2007

Prece de amor...

morte.jpg

Deus...
Na quietude desta Tua madrugada, no silêncio desta minha prece...
Venho pedir-Te que me ensines a evitar, o inevitável.
Ensina-me a compreender, o incompreensível.
Ensina-me a perder o que não posso ter e a de novo me encontrar.
Ensina-me a encontrar na Tua ciência, o porquê da ausência de algo tão presente em mim...
Já que não encontro na ciência das emoções, nada que se iguale a esse amor.
Ensinaste-me a amá-lo...ensinaste-me a enfrentar essa verdade em mim...
Não Te peço agora que me ensines a esquecê-lo, pois Contigo também aprendi, que o verdadeiro é inesquecível...
Mas dá-me coragem para doar esse amor às pessoas que por meu caminho passarem, já que de tão grande, não tenho mais onde guardá-lo em mim...E ensina-me a transformá-lo em átomos do Teu amor.
Ajuda-me a segurar forte o leme enquanto não se abranda a tempestade, na qual navega meu coração.
Ilumina-me para que eu veja e aceite a Tua vontade, e não a minha.
E peço-Te que ele, não tendo olhado este amor suficientemente fundo para encontrá-lo, o encontre em outro olhar.
Que ele encontre em outros braços, sempre, todos os afagos que eu não pude lhe dar.
Peço-Te ainda, que eu não tenha sido o seu engano, mas quando de mim ele lembrar-se que eu seja então, e ao menos, a paz em seu coração.
E que o tempo o presenteie com sonhos...e à mim com a certeza de sabê-lo feliz.

Fernanda C. Scialla                             Adaptação F. Neto/07



publicado por efeneto às 20:12
link do post | comentar | favorito

Fala coração...

      chorar.gif

Se ao menos deixasse o coração falar!... Não haveria amores perdidos, amizades quebradas, familias separadas...


Se eu pudesse voltar no tempo e dizer a todos que partiram, o quanto os amava!!...


Não deixem as palavras presas na garganta mas sim digam-as na primeira oportunidade... Pode não surgir outra!!!

F. Neto


publicado por efeneto às 20:01
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quinta-feira, 22 de Fevereiro de 2007

...

Image Hosted by ImageShack.us

És bela, ó imortal!
derramas, cruel, teu véu sombrio e atormentado
sobre meu horizonte oscilante entre o bem e o mal,
só para eternizar, em mim, teu olhar de céu nublado.
És a estátua helênica que cinzelei em meu inverno nevado
Aniquilas, ó anjo ardiloso, com teu colo de ninfa fatal
teu escultor, atravessando-lhe com um afiado punhal,
que mesmo sangrando, segue idolatrando teu ato alucinado

És bela, ó anjo sedutor!
Sublinhas, impiedosa, as palavras que corroem meu verso
dentro de minha poesia, transbordante de melancolia e dor,
só para descobrir-se musa sublime de meu delirante universo.
És a beleza que ofusca meu noturno olhar!
Enegreces, minuciosa, as rosas pálidas do meu seleto jardim,
e perfura-me com espinhos, só para meu coração machucar,
para depois, conduzi-lo a um êxtase sem fim

                    Adaptação...F.Neto

 


publicado por efeneto às 01:01
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 21 de Fevereiro de 2007

Idades....Momentos

anturio2.jpg

Que idade eu tenho
não tenho idade, tenho momentos
sou a soma de todos os momentos
por mim vividos

E tenho dentro de mim todos eles vivos
Sou o momento do instante certo
como amante, o momento adolescente
o sábio momento,  como homem maduro.

Sem ser infantil tenho meus momentos de criança
e assim vivo minha vida , adequando a situação
ao compativel momento, e vivo sempre ,
ajustando a razão as coisas do coração

Com a liberdade da intuição
sem qualquer prentensão
apenas o compromisso com o presente
Vivendo minha vida sempre com paixão

                                                     Joe'A

publicado por efeneto às 23:42
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 20 de Fevereiro de 2007

SONHOS

Sonhos desfeitos...levados pelo vento
pairando...sobre uma nuvem...
Nuvem...ligeira que se vai...
se perdeu...no horizonte da vida.
LÁGRIMAS...
Que correm...fazendo cascatas...
que percorreram,o rio da tristeza e...
vão desaguar no infinito azul do mar
Aí se dissolvem...
Nas profundezas do mar tudo acaba
Tudo chega ao seu fim.
Oh!SONHOS...
Tão sonhados e tão amados
SONHOS...e nada mais...
Hoje estão acabados...
Não fazem mais sentido...
Foram apenas SONHOS!...
 

                                                               SOL 


publicado por efeneto às 22:47
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 19 de Fevereiro de 2007

Chuvoso dia...

 rainyday.jpg

Neste acabrunhante e chuvoso dia, que melhor do que companhia dum poema de Fernando Pessoa?

A pálida luz da manhã de inverno,
O cais e a razão
Não dão mais 'sperança, nem menos 'sperança sequer,
Ao meu coração.
O que tem que ser
Será, quer eu queira que seja ou que não.

No rumor do cais, no bulício do rio
Na rua a acordar
Não há mais sossego, nem menos sossego sequer,
Para o meu 'sperar.
O que tem que não ser
Algures será, se o pensei; tudo mais é sonhar.

sinto-me: murcho...

publicado por efeneto às 01:17
link do post | comentar | favorito
Sábado, 17 de Fevereiro de 2007

Não sou poeta...

escrever.jpg

Não sou poeta...
As palavras nascem na alma procurando inspiração no coração e quando finalmente encontram a magia que procuram, são ditadas nas pontas dos dedos, pelo pensamento. Quando ditas ao vento, são sementes de cores que encontram por vezes um cantinho doce onde virá a florescer um sorriso... mas quando ditas a alguém em particular, essa semente transporta carinho e dela, pode nascer amor e amizade...


Não sou poeta...
Nas palavras que aqui pinto, deixo sempre parte de minha alma, bocadinhos de um coração que bate baixinho e por vezes descompassado. Não são palavras difíceis ou complicadas de entender. São simples como simples eu sou. São apenas sons que grito em silêncio e que por vezes, por uma magia qualquer, são ouvidos e sentidos!


Não sou poeta...
Não, não sou poeta... não sei fazer rimas nem quadras. Nem sei sequer usar as palavras. Apenas deixo-as nascer e crescer em folhas brancas. Há dias, em que elas ganham a cor do arco-íris e transformam tudo, outros há, em que elas não conseguem libertarem-se das sombras da noite e tudo permanece cinzento!


Não sou poeta...
Nem nunca o serei...apenas escrevo os sentidos que um coração inventa, e as sensações que despertam... Escrevo lagrimas e sorrisos...


Não sou poeta, mas escrevo em cada palavra, o mesmo amor que o poeta sente!!

F. Neto 07



sinto-me: Bem...

publicado por efeneto às 23:47
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quarta-feira, 14 de Fevereiro de 2007

Um encontro no dia dos namorados

Encontro

As mãos rodearam-lhe a cintura.
Ele sentado na beira da cama. Ela de pé olhando-o.
Ele abriu-lhe a camisa. A boca encontrou a pele. Apertou-a mais.

Ela fechou os olhos. A cabeça poisou, descansou no ombro.
Suspirou de prazer e de cansaço.
A viagem tinha sido longa até ali. Até chegarem ao instante em que a boca dele encontrava a pele dela.
Demoraram-se no encontro.
Repousaram na descoberta de estar junto.

Ela baixou a cabeça, acariciou-lhe o cabelo e sorriu.
Ele levantou o rosto, olhou-a e sorriu.
Ela disse: Ama-me.

Ele murmurou palavras sem sentido que se perderam no corpo dela.
Ela compreendeu as palavras. Encontrou o sentido das palavras no corpo dele.

Disseram um no outro, as palavras sem sentido que todos os amantes dizem.
E não tiveram dúvidas.
Juntos eram resposta.

                                               F. Neto

 


sinto-me: Loucamente apaixonado...

publicado por efeneto às 15:59
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 13 de Fevereiro de 2007

Onde tu estiveres

Podes querer o sol e o luar
Eu irei até ao céu para tos dar;
Podes querer o vento e as marés
Eu posso traze-los, po-los a teus pés.
Porque tu és assim,
Tudo para mim

Onde tu estiveres
Eu também vou estar,
Tudo o que quiseres
Eu vou dar.
Onde tu estiveres
Eu também estarei,
Para te dizer
Que és quem eu sempre procurei.

Pede-me que roube o azul do céu,
Dá-me um instante só
E será teu.
Pede-me para o tempo parar,
Eu farei o mundo deixar de girar.
Porque tu és assim:
Tu és tudo para mim.



publicado por efeneto às 02:58
link do post | comentar | favorito
Domingo, 11 de Fevereiro de 2007

Quando sentires vontade de...!

cama.JPG

Quando sentires vontade de chorar, não chores.
 Chama-me que eu choro por ti.
Quando sentires vontade de sorrir, avisa-me
Que venho para sorrir-mos juntos.
Quando sentires vontade de amar, chama-me,
Que eu venho te amar.
Quando sentires que tudo está acabado, chama-me,
Que eu venho te ajudar a reconstruir.
Quando achares que o mundo é pequeno demais para tuas tristezas,
 chame-me, que eu faço-o pequeno para tua felicidade.
Quando precisares de uma mão, chama-me, que a minha é sempre tua.
Quando precisares de companhia, naqueles dias nublados e tristes,
 ou nos dias ensolarados, eu venho, venho sim.
Quando precisares ouvir alguém dizer:AMO-TE!
Chama-me que eu o digo a toda hora. Pois o meu amor é imenso.
E quando não precisares mais de mim, avisa-me,
que simplesmente irei embora rezando por ti.

publicado por efeneto às 02:38
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Sábado, 10 de Fevereiro de 2007

Ser amigo é...

myspace layouts, myspace codes, glitter graphicsSer amigo é...
Aprender a ver o que de bom e belo possui todo o ser
é admirá-lo,é pedir e dar perdão...e também esquecer
é...agradecer sempre e, fazer feliz
é caminhar lado a lado mesmo distantes
mesmo sem conhecer...
É estar a seu lado quando já perdeu a esperança...e amá-lo
Ser amigo é abrir-lhe os braços e recebe-lo
quando seu coração está esfarrapado
quando tantas vezes se sente perdido...um trapo...
Amigo...tu e eu podemos ajudar o sol a nascer
em cada manhã para os perdidos deste mundo...
AMIGO procura tempo para amar e ser amado
pois é um previlégio que DEUS nos deu
procura rir...pois é a música do espírito...

                               Sol

sinto-me: babado...

publicado por efeneto às 00:58
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Tarde demais...

ELE: Estou?
ELA: Olá...
ELE: Quem é?
ELA: Sou eu, a felicidade iludida.
ELE: O que é que tu queres?
ELA: Dizer que te amo.
ELE: OUTRA VEZ? Eu já ouvi isso 15 vezes. Não te cansas?
ELA: Quem ama não cansa...
ELE: Mas eu canso... Eu não te amo!
ELA: O quê?
ELE: É isso mesmo, eu iludo e por isso me chamo ilusão do amor.
ELA: Como podes dizer isso?
ELE: Dizendo que não te amo. Não devo nada a ninguém.
ELA: Não deves nada?
ELE: É claro que não.
ELA: Deves sim. O teu amor.
ELE: Que amor?
ELA: Tu fazes-me voar tão alto e agora dizes que não me amas?
ELE: Deves estar a ficar louca!
ELA: Estou mesmo louca...acreditei em ti!
ELE: Tu sabias que era só amizade, não?
ELA: Claro que não... Dizes-te tantas coisas... E ainda me deste um beijo!
ELE: Um beijo? Aquilo nem foi beijo...
ELA: Não foi? Então o que foi?
ELE: Ok... Foi um beijo sem significado.
ELA: Ah e um beijo sem significado deixa de ser beijo?
ELE: Não.
ELA: Quer dizer, eu não significo nada para ti?
ELE: Significas...
ELA: O que?
ELE: Uma grande conta de telefone no final do mês. Agora vou desligar.
ELA: NÃO... Por favor!
ELE: Porquê?
ELA: Porque eu te amo...
ELE: Qual o valor que o teu amor me vai dar?
ELA: Felicidade.
ELE: Eu quero coisas materiais...
ELA: Eu vou ser tua...
ELE: Isso não vale... Quanto é que tu vales?
ELA: Porque esta pergunta?
ELE: Se eu enjoar de ti posso-te empenhar?
ELA: O que é que eu fiz para me tratares assim?
ELE: Amar-me! Agora vou desligar!
ELA: NÃO, por favor!!!
ELE: Queres parar com isto? TOU FARTO!
ELA: Não... por favor, não desligues.
ELE: ?
ELA: Fala comigo...
ELE: ?
ELA: Por amor de Deus, diz que me amas!
ELE: OUVE... eu já estou farto de ti. Agora vê se me esqueces.
ELA: Eu prefiro morrer do que te esquecer.
ELE: Ai é? Então mata-te!
(Ele desliga.)

ELA: Não... por favor... Não me faças isto, eu amo-te.

ALGUNS DIAS DEPOIS...

- Do que morreu esta rapariga? - Perguntam
- De intoxicação. - Responde a enfermeira.
- Coitada... ela tinha algum problema? - Perguntam
- Sim, sofria de amor... - Responde a enfermeira.

E então, no dia do funeral o rapaz de que a rapariga gostava apareceu no local prestando a sua última homenagem e lançou uma rosa vermelha e disse baixinho:

- Amo-te!

Ela lá de cima a vêr tudo, respondeu bem alto:

-tarde demais!!.


publicado por efeneto às 00:09
link do post | comentar | ver comentários (21) | favorito
Quarta-feira, 7 de Fevereiro de 2007

Ser Pai...

dreed

Ser pai
é saber ir-se apagando à medida em que mais nítido 
se faz na personalidade do filho,
sempre como influência, jamais como imposição. 
É saber ser herói na infância, exemplo na juventude
e amizade na idade adulta do filho.
É saber brincar e zangar-se. É formar sem modelar, ajudar sem cobrar, 
ensinar sem o demonstrar, sofrer sem contagiar, amar sem receber.
   Ser pai
é saber receber raiva, incompreensão, antagonismo, atraso mental, inveja, 
projeção de  sentimentos negativos, ódios passageiros, revolta, desilusão 
e a tudo responder com capacidade de prosseguir sem ofender; 
de insistir sem mediação, certeza, porto, balanço, arrimo, ponte, 
mão que abre a gaiola, amor que não prende, fundamento, enigma, pacificação.
 Ser pai
é atingir o máximo de angústia no máximo de silêncio. 
O máximo de convivência no máximo de solidão. 
É, enfim, colher a vitória exatamente quando percebe que o filho 
a quem ajudou a crescer já, dele, não necessita para viver. 

                                                                                   F. Neto 

sinto-me: simplesmente...pai.

publicado por efeneto às 23:44
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Segunda-feira, 5 de Fevereiro de 2007

Fernando Pessoa...sempre...

A Miséria do meu Ser,
do Ser que tenho a Viver,
tornou-se uma coisa vista.
Sou nesta Vida um qualquer
que roda fora da pista.
 
Ninguém conhece quem sou
nem eu mesmo me conheço
e, se me conheço, esqueço,
Porque não vivo onde estou.
Rodo, e o meu rodar apresso.
 
É uma carreira invísivel,
salvo onde caio e sou visto,
porque cair é sensível
pelo ruído imprevisto...
sou assim. Mas isto é crível?
                                        

publicado por efeneto às 22:21
link do post | comentar | favorito
Sábado, 3 de Fevereiro de 2007

Manto...

 

Com teu manto preto
Tentas esconder tua beleza
Não és mar...não és sol
Mas tens grande riqueza.
Com teu manto preto
Pensas passar despercebida...
Mas onde quer que passes
Serás sempre reconhecida!
Com teu manto preto
Fizestes-te à vida
Sais por ai fora
Nunca te sentes perdida.
Com teu manto preto
Tapando teu olhar
Segues teu caminho
Ninguém te vê chorar.
Com teu manto preto
Lá vais caminhando
Mas levas em teu peito
Aquele que estás amando...

 

                                 SOL


publicado por efeneto às 22:53
link do post | comentar | favorito

Hino da felicidade....

SONETO DA FELICIDADE

De tudo ao meu amor serei atento,
Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento.

Quero vivê-lo em cada vão momento
E em seu louvor hei de espalhar meu canto
E rir meu riso e derramar meu pranto
Ao seu pesar ou seu contentamento.

E assim, quando mais tarde me procure
Quem sabe a morte, angústia de quem vive,
Quem sabe a solidão, fim de quem ama

Eu possa me dizer do amor ( que tive ):
Que não seja imortal posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure.

sinto-me: embriagado de felicidade

publicado por efeneto às 01:27
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 2 de Fevereiro de 2007

Quero voar....


Elas voam as aves...Voam no lindo aul do céu
Elas vão e vêem,aqui,além,acolá
Onde chegarão?Onde irão?Talvez...
Talvez...quem sabe se lhes pedisse
me levariam...
Mas como lhes pedir?Como falar com elas?
Não me entenderiam...
Quero ser uma uma ave
Voar para além do infinito
Fazer meu ninho,no refúgio
de meu coração e...
Voar até às estrelas voar para a liberdade!!!
E ai ficar,nunca mais voltar...


                                                                                                       Sol...

sinto-me: voando...

publicado por efeneto às 23:58
link do post | comentar | favorito

No frenesim...

 

No frenesim destes dias de
Falsa alegria,
 
Ninguém se lembra que o amanhã
 
Será mais frenético ainda…
sinto-me: inspirado...

publicado por efeneto às 02:13
link do post | comentar | favorito

*sou eu...


* ver o meu perfil

* seguir perfil

. 8 seguidores

*Já viu as horas?...

email27efeneto@sapo.pt

oferecido por:

http://estrelademim.blogs.sapo.pt/

*links

*posts recentes

* Mudança...

* Receber... e Dar.

* SÓ TU DOCE CRIANÇA

* Dia Mundial da Criança...

* Poesia... Sonhos e Verdad...

* RUÍNAS

* OLHO DE PERTO A TRISTEZA.

* Melancolia

* LÓLINDIR TINÚVIEL

* Uma Canção feita de Mim

* Para ti Mãe…

* VIDA NUMA LÁGRIMA PERDIDA

* Hei, Pai!...

* ...Poeta castrado, não!.....

* Libertação...ccc

* ...ter-te...

* A menina, o pássaro e a f...

* Sei que a Primavera vai d...

* Le temps d`un instant...

* O Vento...

*os meus blogs





Link-me!

*arquivos

* Junho 2007

* Maio 2007

* Abril 2007

* Março 2007

* Fevereiro 2007

* Janeiro 2007

SAPO Blogs

*VISITAS OBRIGATORIAS