Existe mais poesia no olhar de quem ama de que em mil poemas que se escrevam, mas nem por isso devemos deixar de escrever mil poemas para mostrar ao mundo o que esse olhar dizia... assim nasce o meu humilde blog de poesia...
poetrycafe
Sexta-feira, 18 de Maio de 2007

OLHO DE PERTO A TRISTEZA.

Olho de perto a tristeza

daquele olhar inexpressivo

que contempla indiferente,

as feições da escuridão.

O seu horizonte sempre igual

não é melancolia nem paisagem vulgar

mas apenas o murmúrio

da sua amarga condição.

Olho de perto a tristeza

daquele rosto tostado

por um sol que nunca viu.

Fixo a sua expressão imóvel,

e reparo na nobreza

da sua alegria apagada.

Olho de perto a sua mão

que apenas pode pedir

dez tostões de sobrevivência

para uma côdea de pão.

Poiso toda a minha vontade

naquela mão nodosa e magra

tão honesta quanto o espírito.

Oiço a tua voz numa prece

pedir ao Senhor Omnipotente

que apague toda a tristeza

do meu olhar indiferente.

Sigo pensativo meditando na voz dócil

que serena desenhada

o que a sua mente descobrira.

Realidade desconcertante

sem explicação aparente!

Como viram seus olhos sem vida

o que o teu olhar não sente?

                                                F Neto


publicado por efeneto às 16:28
link do post | comentar | favorito
6 comentários:
De manuela a 18 de Maio de 2007 às 18:02
Um poema lindo mergulhado em tristeza...versos marcantes« olho... o rosto tostado por um sol que nunca viu..» a analogia à ausência de felicidade; « como viram seus olhos sem vida o que o teu olhar não sente»...peço a Deus...seja ele quem for...que ilumine os corações de pedra e que apague a tristeza desse olhar relembrado por ti...


De SOL a 19 de Maio de 2007 às 03:34
Parabéns amigo pela tua grande sensibilidade.É maravilhoso poder descrever alguem pela sua aparencia física e com ela sabermos o que vai lá dentro de seu mais profundo sêr.Continua e já agora! Quem disse um dia que não eras um grande poeta?
Beijo amigo!


De ஜॐ♥ஜ___Estrelinh@___ஜॐ♥ஜ a 19 de Maio de 2007 às 14:33
bem amigo a minha alma está pasma...este poema está espectacular parabens...que bom ter um amigo com veia poetica um dia ainda publicas um livro de poesia e eu vou querer um autógrafo...beijinho doçe amigo com o desejo de um optimo fim de semana recheado de muita paz...amor e saude


De mellopaulo a 19 de Maio de 2007 às 16:19
Tocante esse poema onde retratas com delicadeza a visão de um ser desprovido dessa luz no olhar, bem como a indiferença daqueles que passam, olham, e seguem seu caminho. Soubeste bem focar esse instante de conscientização, amigo, onde se mesclam sentimentos e emoções tão díspares.

Registro também a beleza da tela tão bem escolhida por tua sensibilidade.

Acabei de enviar um email pra ti, amigo.

Fica meu abraço e os votos de um final de semana de alegria e paz.


De ஜॐ♥ஜ___Estrelinh@___ஜॐ♥ஜ a 20 de Maio de 2007 às 11:42
ola amigo passei para te desejar uma optima semana deixando o meu beijinho doçe a acompanhar


De Eärwen Tulcakelumë a 23 de Maio de 2007 às 22:25
Não me surpreende tua sensibilidade meu amigo. És uma alma de grande beleza. Que os Anjos da Inspiração estejam sempre junto de ti.

Deixo-te uma pérola incandescente de profundo sentir, banhada no rio de lava que em meu mundo corre.

Eärwen
23.05.07


Comentar post

*sou eu...

*Já viu as horas?...

email27efeneto@sapo.pt

oferecido por:

http://estrelademim.blogs.sapo.pt/

*links

*posts recentes

* Mudança...

* Receber... e Dar.

* SÓ TU DOCE CRIANÇA

* Dia Mundial da Criança...

* Poesia... Sonhos e Verdad...

* RUÍNAS

* OLHO DE PERTO A TRISTEZA.

* Melancolia

* LÓLINDIR TINÚVIEL

* Uma Canção feita de Mim

* Para ti Mãe…

* VIDA NUMA LÁGRIMA PERDIDA

* Hei, Pai!...

* ...Poeta castrado, não!.....

* Libertação...ccc

* ...ter-te...

* A menina, o pássaro e a f...

* Sei que a Primavera vai d...

* Le temps d`un instant...

* O Vento...

*os meus blogs





Link-me!

*arquivos

* Junho 2007

* Maio 2007

* Abril 2007

* Março 2007

* Fevereiro 2007

* Janeiro 2007

blogs SAPO

*VISITAS OBRIGATORIAS