Existe mais poesia no olhar de quem ama de que em mil poemas que se escrevam, mas nem por isso devemos deixar de escrever mil poemas para mostrar ao mundo o que esse olhar dizia... assim nasce o meu humilde blog de poesia...
poetrycafe
Terça-feira, 17 de Abril de 2007

Tarde de 18 de Dezembro de 1978...

 
Eu passei pelas pessoas naquela tarde.
Eu andei com as pessoas.
Mas era como se andássemos juntos á muito
e conhecêssemos os passos uns dos outros.
 
Como a água doce e a hidra
os fungos, os líquenes, as algas
e os gestos de erectos caules
mordidos por insectos.
Como a desintegração do átomo,
as bolhas de azeite, os brincos,
os pavios de anais, as velas, o fumo dos navios,
as crenças incólumes,
a resina incendiaria,
as manhãs despidas de alquimias falsas.
 
A vontade de partir não mais permaneceu,
antes o lado são das faces, todo cresceu.
Aí,
começava a mudança,
talvez dentro das próprias pessoas,
como se atitudes devassadoras
existissem e evidenciassem outros mundos
em forma de feixo, cravo ou amora,
brinquedo devolvido unicamente ao real
esperança partilhada 
no espaço compreendido entre dois segundos.
                                                                              F. Neto/78

publicado por efeneto às 15:51
link do post | comentar | favorito
4 comentários:
De Eärwen Tulcakelumë a 17 de Abril de 2007 às 20:45
Vejo que tiras da gaveta teus poemas para colocar neste teu espaço. Fazes bem meu amigo, pois quando exteriorizamos nossos sentimentos melhoramos um pouco mais.
Obrigado pelo amigo que tens sido, obrigado pelas palavras deixadas sempre em meu espaço.
Deixo-te pérolas incandescentes de força e amizade, banhadas no rio de lavas que em meu mundo corre.
Eärwen
17.04.07


De ஜॐ♥ஜ___Estrelinh@___ஜॐ♥ஜ a 18 de Abril de 2007 às 16:59
boa tarde afeneto aqui estou eu de visita ao teu blog,gostei voltarei com mais calma para te ler como se deve ler uma boa poesia beijinhos e resto de semana muito feliz kiss kiss


De manuela a 20 de Abril de 2007 às 14:12
Já passei várias vezes pelo blog e adorei! uma doce/intensa linguagem poética com imagens cativantes... voltarei ( eu mesma tenho um blog mas francês).


De efeneto a 20 de Abril de 2007 às 15:49
Amiga Manuela, são palavras como as suas que nos fazem continuar a divulgar o que escrevemos, o que os nossos amigos escrevem, e o que gostamos de ver escrito. Volte sempre pois "esta página" está aberta 24 horas por dia. Na próxima visita deixe o endereço do seu blog para eu e os meus leitores visitarem. É em francês? Não faz mal...a net tem programas de tradução. Deixe-me agradecer a sua visita com um abraço de amizade. Efeneto.


Comentar post

*sou eu...

*Já viu as horas?...

email27efeneto@sapo.pt

oferecido por:

http://estrelademim.blogs.sapo.pt/

*links

*posts recentes

* Mudança...

* Receber... e Dar.

* SÓ TU DOCE CRIANÇA

* Dia Mundial da Criança...

* Poesia... Sonhos e Verdad...

* RUÍNAS

* OLHO DE PERTO A TRISTEZA.

* Melancolia

* LÓLINDIR TINÚVIEL

* Uma Canção feita de Mim

* Para ti Mãe…

* VIDA NUMA LÁGRIMA PERDIDA

* Hei, Pai!...

* ...Poeta castrado, não!.....

* Libertação...ccc

* ...ter-te...

* A menina, o pássaro e a f...

* Sei que a Primavera vai d...

* Le temps d`un instant...

* O Vento...

*os meus blogs





Link-me!

*arquivos

* Junho 2007

* Maio 2007

* Abril 2007

* Março 2007

* Fevereiro 2007

* Janeiro 2007

blogs SAPO

*VISITAS OBRIGATORIAS